10 dicas em que convem investir em 2019

Investir em imóveis é uma alternativa de investimento que consiste em comprar uma propriedade, como uma casa, apartamento, estabelecimento comercial ou terreno, e depois vendê-la ou alugá-la. Ao investir em imóveis se adquire uma propriedade na esperança de que seu valor vai aumentar e, em seguida, vender, alugar-lo imediatamente, ou fazer alguma reforma e, em seguida, vendê-lo ou alugá-lo, ou para construir (no caso de compra de terrenos) e, em seguida, vender ou alugar.

Especialistas consideram investir em imóveis como um investimento de baixo risco, seguro e lucrativo. Apesar de ser considerado um investimento seguro e de baixo risco, muitas pessoas que decidiram investir em imóveis sofreram grandes prejuízos, seja comprando uma propriedade mal localizada, não encontrando alguém para alugá-la mais tarde, ou tendo que fazer reparos ou reformas que no final acabaram sendo mais caras do que o esperado. É por isso que, antes de fazer isso, devemos considerar os seguintes pontos para não colocar nosso investimento em risco.

1. Analisar bem o imóvel que você pretende comprar e o investimento total que será feito: tendo em conta o risco / benefício, tais como localização, preço, condição de propriedade, a necessidade de reparos ou remodelação, fatores de manutenção que serão necessários, os impostos a pagar, o crédito necessário para comprar a propriedade e, acima de tudo, a possibilidade de que a propriedade possa ser revendida ou alugada a um preço que justifique o investimento.

2. Pense em investimento a longo prazo. Não venda cedo. Os investimentos em imóveis são, na maior parte, de longo prazo e, em alguns casos, de médio prazo. É por isso que devemos levar em conta que o investimento e os lucros que poderiam ser obtidos serão de longo prazo, não menos que 3 anos. Lembre-se que quase sempre a mais-valia de uma propriedade está sujeita ao tempo e ao mercado imobiliário.

3.Calcule a rentabilidade da propriedade antes de investir. Para encontrar a melhor opção de investimento, além da rentabilidade, também é aconselhável levar em conta outros fatores, como risco.

A fórmula para encontrar a rentabilidade de um investimento é:

Lucratividade = (Lucro / Investimento) x 100
Para calcular a rentabilidade de uma propriedade deve levar em conta o investimento da propriedade e o lucro gerado, que é dado pela diferença entre o preço de venda e de investimento (ganho de capital) ou, se alugá-lo, pela diferença entre receita e despesa de aluguel (fluxo de caixa).

Por exemplo, se um edifício teve um investimento de 30.000, e, em seguida, vendido a 40.000, o retorno da propriedade tornou-se de: (40.000-30.000 / 30000) x 100 = 33,3%. Ou, por exemplo, se uma propriedade teve um investimento de 30.000, a renda em um ano foram de 12.000, e as despesas no mesmo período foram de 10.000, a rentabilidade da propriedade terá sido de: (12000 – 10000/30000) x 100 = 6,7%.

No caso de você querer encontrar o retorno que você pode obter uma propriedade, para encontrar o lucro futuro poderia levar em conta a taxa de crescimento média do valor da propriedade na área ou, no caso que temos planejado para alugá-lo, o fluxo de dinheiro médio das propriedades na área. O investimento imobiliário, como qualquer investimento, tem um percentual de risco e é possível que a propriedade sofra uma desvalorização. No entanto, podemos prever esses fatores de risco de alguma forma e vender a propriedade antes do prazo para evitar riscos futuros. Um benefício ideal é obter até 30% mais do que pagamos em 3 anos de investimento.

4. Diversifique o investimento. É importante não investir tudo no mesmo mercado. Para alguém que investe em imóveis, recomenda- se a compra de casas mais baratas e depois alugando-as, em vez de uma única mais cara.

5. Pré-venda é a chave. Procure por projetos nos preços de pré-venda, isso garante ainda mais rentabilidade no momento da venda a longo prazo.

6. Certifique-se de que os documentos de propriedade estejam em ordem. Você deve exigir um certificado de liberdade de ônus, para que você possa tomar posse efetiva da propriedade. Procure o apoio de um advogado ou de um notário para a transação. Ter títulos de terra e licenças de uso da terra. Também obtenha as plantas da propriedade e especifique os limites da propriedade nas escrituras.

7. Se você estiver pensando em alugar, certifique-se de que existem garantias. Que o fiador seja capaz de honrar o compromisso. Encontre todas as referências que você puder do inquilino.

8. Quando você investe em algo que está em construção, certifique-se que a construtora tem fundos para garantir que o trabalho seja concluído. Você também pode pedir a cópia da licença de construção e a permissão no caso de alguma licença ambiental.

9. Cuidado com áreas novas. Em um lugar onde há muita oferta o preço não cresce, existem vários fatores que podem limitar o aumento de valor entre eles: a construção de eixos rodoviários e a falta de planejamento para lidar com a carga de tráfego veicular.

10. Sempre analise o mercado. Antes de comprar ou emprestar dinheiro a um desenvolvedor, buscam-se indicadores de mercado. Pode acontecer que os aluguéis tenham aumentado nos últimos anos, mas você tem que saber quanto potencial existe. Se as rendas são altas, mas há muito poucas instalações comerciais, escritórios ou casas vazias, isso é um sinal de que você ainda pode crescer.