Em que é bom investir no Brasil?

O Brasil, como qualquer economia emergente e em rápido crescimento, mostra duas características fundamentais: a demanda interna cresce e melhora continuamente, e os custos de produção e do trabalho são baratos em comparação com países desenvolvidos ou mesmo países vizinhos. Sem falar nas mudanças que são sinalizadas pela equipe econômica do novo governo, chefiada pelo economista Paulo Guedes, em quem o mercado deposita grande confiança e que sinaliza a melhora das condições para investimento no Brasil nos próximos anos. Essas são algumas características que indicam que é um bom momento para entrar na economia brasileira, mas isso ainda não parece ser o suficiente para você?

Outra explicação é a nossa cultura de empreendedorismo, mas este é um fator de conforto que nem todos os investidores se importam, e francamente os grandes investidores não se importam em negociar em chinês, árabe ou espanhol. Claro, se você é um empreendedor pequeno ou médio, e que pensa em se mudar com sua família para abrir um hotel fazenda, um restaurante ou outro serviço, esse é um aspecto muito importante.

Eu acho que o que é realmente atraente são três coisas; o potencial dos recursos naturais, climas e diversidade cultural.

Os recursos estratégicos que o Brasil possui são muitos, mas os mais importantes são energia, água, solo e biodiversidade. As principais fontes de geração de eletricidade são água e o vento, que embora ainda não seja devidamente explorado, é sabido que o potencial de geração de energia limpa é bem maior que a capacidade instalada da geração atual. Outra fonte de energia limpa que o Brasil pode ser tornar um líder mundial é a energia solar. Temos espaço suficiente para instalar grandes fazendas de geração de energia, isso em regiões que têm pouco apelo ao agronegócio, o que seria benéfico às populações dessas regiões, como o Agreste, pois pode trazer desenvolvimento

Quanto à água, o Brasil possui uma das maiores reservas de água doce do mundo, com rios capazes de fornecer água potável. Rios como o São Francisco, O Iguaçu, O Rio Amazonas e o Negro, são exemplos de alguns dos nossos maiores tesouros quando o assunto é o potencial hídrico brasileiro.

Nos solos há realmente uma grande variedade, arenosa, argilosa, siltosa, ácida ou alcalina. Mas o maior recurso de todos é a biodiversidade, aqui você oferece flores, caules, raízes, frutas, cereais, vegetais e animais, com grande potencial nutricional ou medicinal, fácil cultivo, excelentes sabores e uma ótima apresentação. Desta forma cadeias de restaurantes, supermercados, hotéis, empresas nutracêuticas, laboratórios, fornecedores de alimentos, desenvolvedores de sementes, empresas de conservas, agricultores, criadores e em geral agroindustriais, têm um campo enorme e insuspeito para se desenvolver.

O potencial dos recursos naturais garante oportunidades para empresas tradicionais e novas iniciativas de negócios e abre um espaço para profissionais jovens e criativos buscarem ideias inovadoras.

Outro aspecto que tem influenciado é o clima, coexistindo nesse nosso país continental, florestas tropicais e desertos áridos, lagoas tropicais, 98% de umidade ou secura absoluta, temperaturas de um lado muito baixas, como é o caso do sul do Brasil e outro muito perto de 40 g. As condições para o desenvolvimento de sistemas de floricultura, fruticultura, turismo, aquicultura e armazenamento com uma oferta muito variada são dadas. Por exemplo, no mesmo dia, uma empresa especializada em peixes e frutos do mar pode exportar do Brasil; Camarão gigante da Malásia, truta do rio, conchas de fãs ou peixes da Amazônia. O mesmo vale para a floricultura, a poucos quilômetros você pode ter uma oferta que vai de rosas a orquídeas tropicais.

Esse potencial climático permite a construção de circuitos turísticos, de modo que em um corredor de algumas centenas de quilômetros, você pode ter um hotel à beira do mar, outro a muitos metros de altura e temperaturas que pairam à noite zero grau, e finalmente um na selva com temperaturas de 40 graus centígrados.

A diversidade cultural dá uma certa plasticidade à população, de modo que é possível responder favoravelmente a produtos de outras latitudes, bem como educar a equipe para produzir de acordo com os cânones culturais de outras nações.

Em conclusão:
É hora de investir no Brasil, porque sua economia está crescendo. É um lugar atraente para pessoas que buscam prosperar, “ocidentais” e, em geral, qualquer pessoa, não só para a língua, mas porque é uma cultura diversificada, aberta e tolerante. As três razões para investir no Brasil são recursos naturais, climas e cultura.

É claro que em qualquer lugar e hora você pode investir e ganhar, mas o melhor momento é quando os ganhos esperados são altos e os riscos são baixos.